Aulas ao vivo de espanhol
A plataforma do aluno: Chamilo
19 de setembro de 2015
Anuncio 1: asma
Clase de conversación: Publicidad antigua
7 de outubro de 2015

Aulas ao vivo de espanhol

Espanhol na Rede Aula de espanhol por Skype

A Internet facilita o acesso à cursos de formação de todo tipo; aprender idiomas fica muito mais dinâmico e facilitado com a possibilidade de acessar vídeos, áudios e conversar com pessoas de todo o mundo. Porém, na aprendizagem de idiomas não é qualquer curso que ajuda as pessoas a desenvolver fluência de maneira efetiva. Aprender uma língua requer prática – muita prática!

Minha recomendação: fuja dos cursos que oferecem só apostilas, aulas gravadas em vídeo, ou só exercícios automáticos, mas  sem contato ao vivo com o professor.  Muitos cursos de idiomas online são baseados em plataformas interativas de acesso autônomo, onde o aluno trabalha sozinho, sem tutor, e sem treinar a fala.

Estos sistemas são de utilidade duvidosa; para desenvolver a capacidade de falar, o aprendente necessita prática oral.

Outra evitação: cursos de espanhol com aqueles vídeos com explicações gramaticais em português. Para aprender de verdade, você precisa fazer uma imersão na língua, onde o docente usa só espanhol para falar com você.

Se habla español

No artigo La conversación vence a la gramática veiculado no jornal EL PAÍS de Madrid (4 de mar 2015), a jornalista Ana Torres Menárguez faz enfase na importância da conversação no ensino de línguas, que tradicionalmente era mais focado na gramática.

Hoje em dia é muito mais importante ser capaz de se comunicar na língua alvo, por isto, o aluno deve ter mais contato com a língua real, falar mais, não ter medo de errar e participar de simulações e diálogos espontâneos na língua alvo.

Em relação ao ensino de idiomas online, é vital a conversação em tempo real:

“Las plataformas online deben incorporar videoconferencias para permitir conversaciones en tiempo real, opinan en el Instituto Francés.”


Por isto, é essencial que o curso online tenha uma instância de conversação ao vivo, em tempo real, cara a cara com o docente. Ferramentas como videoconferência ou conferência web, o Skype ou o Google Hangout, permitem este contato.

Na minha opinião, a aula ideal é a aula particular: você combina horário com o docente para se encontrar pelo Skype ou outra ferramenta do tipo, e a aula vai se desenvolvendo com a naturalidade de uma aula presencial, individual, com o foco direcionado para as suas necessidades.

Também pode ser em pequenos grupos de 2-3 estudantes; assim fica mais dinâmico para as pessoas que gostam de trabalhar em grupo. Também não pode ser uma turma muito grande porque isto reduz o tempo de fala de cada aluno, daí a preferência por grupos reduzidos,  para ajudar as pessoas no desenvolvimento da fluência, com efetividade comprovada. 

Nesta aula, o docente seleciona e propõe atividades de conversação, vai apresentando os conteúdos, sempre deixando o aluno falar, expressar a sua opinião. Os erros vão sendo anotados enquanto o aluno fala: é melhor registrar por escrito para não interromper a fala do aluno, e, depois que ele falou, poderá refletir sobre as dificuldades que teve.  

 

objetivos_cursos

 

 

Também é importante que o docente selecione atividades e materiais adicionais segundo as áreas de dificuldade ou interesses de cada aluno como dever de casa, para complementar o trabalho nas aulas; artigos de atualidade, vídeos, áudios, músicas, websites, etc.

Uma vantagem das aulas ao vivo de espanhol, é a possibilidade de consulta de dicionários, procura de vídeos no Youtube, imagens do Google, etc., tudo isso enquanto se desenvolve a aula. Por exemplo, o aluno tem uma dúvida de vocabulário, não compreende determinada palavra, e o docente pode procurar a imagem na hora e passar o link para o aluno.

Vamos revisar alguns destaques das aulas ao vivo de espanhol:

* Você conversa cara a cara com o docente, do mesmo jeito que você faria numa aula particular individual.
* O professor na sua casa ou no local que você prefere, sem perder tempo com transporte.
* Permite treinar a fala conversando ao vivo com o professor enquanto visualiza os materiais da aula (textos, imagens, vídeos).
* Experiências de interação significativa, com situações e atividades que refletem a vida real.
* Feedback sobre a sua produção oral e correção de erros de pronúncia, gramática e vocabulário.
* Tarefas adicionais de revisão e prática após a aula para reforçar e consolidar os conteúdos trabalhados.

Para mim como professora, o que mais gosto desta experiência é ver resultados: poder acompanhar o progresso do aluno, que pouco a pouco vai incorporando as habilidades, consegue entender cada dia mais e falar comunicando os seus sentimentos, impressões, opiniões.  É muito legal!

==========================

Vocé já teve alguma experiência, boa ou ruim, aprendendo línguas pela Internet? Deixe o seu comentário, participe! Se gostou do post, compartilhe nas redes sociais e ajude a espalhar essa ideia!

1 Comentário

  1. Lillian disse:

    Já dei aulas de inglês e português online, em tempo real. Nada como a prática oral para aperfeiçoar o idioma. A prática leva à perfeição, e não se pratica só lendo e estudando regras, é preciso falar e se habituar aos sons e frases utilizadas na língua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *